.

1 de maio de 2018

Não quero me perder de ti...



Não quero me perder de ti...
Gostaria de contemplar os teus olhos...
Não posso!

Estamos tão longe... onde não desperto todos os dias...
Meu coração está dentro de tua alma e bate por ti... Misterioso!
Mas... Sinta em teus lábios o beijo que a brisa te leva
Sou eu amor que te envio com paixão...

Na cabeceira vejo tua imagem tão doce... Serena...
Diz-me amor:
Por que nascemos em tempos tão diferentes?

Mas eu não desisto deste amor...
Não posso desaprender o caminho que interrompemos
Não quero me perder de ti...

Reconheço-te!
O meu amor de tantas vidas... Que em algum lugar
Debaixo de algum luar beija outra boca como se fosse a minha...

Um pássaro que voou para terras distantes... Aquele que tanto esperei nesta dimensão e lamento...
Insistindo que este amor não é mais amor é eternidade!

Ah! Quero morrer de novo para te encontrar num mundo transcendental onde a beleza é eterna... Metade de mim fica aqui no meu silêncio entre minhas lágrimas. E a outra bem longe... E dói a tua ausência!

Celina Vasques II