.

9 de novembro de 2016

SE JÁ TE ESQUECI SE JÁ TE ESQUECI?



SE JÁ TE ESQUECI

SE JÁ TE ESQUECI?

A tarde arrasta a sua languidez
Devassa manhã que se apressa
A hora oportuna talvez
Porque ao esquecer recomeça
Tudo outra vez

Se já te esqueci
Os dias todos repetidos
O tempo de todos os sentidos
E a crucial insensatez
Do que senti

A vaga esperança de coisa nenhuma
A névoa mansa no seu caminhar
As saudades que já fingi
As lágrimas uma a uma
A humedecer olhar
A ficar aqui
musa