.

23 de fevereiro de 2016

Falando de amor



Falando de amor
Existem questões para as quais não há qualquer resposta.
Nos sentimentos e/ou nas emoções, concretamente
E falando de amor, há sempre mais questões do que
Respostas. É desafiador tentar percebê-lo mas não
Conseguimos chegar, sequer, perto de qualquer conclusão. 
Sempre pensei, desde miúdo, que tudo o que não tem
Resposta é fascinante e desafiador. Hoje, adulto
E com mais conhecimento, mas em constante 
Aprendizagem, esse pensamento é uma das poucas
Certezas que tenho nesta vida.

O amor fascina-nos porque não existe resposta a qualquer 
Pergunta que se faça. Nem defini-lo conseguimos fazer.
É impossível traduzir o que se sente. Ainda por cima,
Quando é um sentimento em que se baseia numa outra
Pessoa. Amar alguém em nada tem a ver com amor
Próprio. Esse, talvez, até conseguimos defini-lo.
Tem a ver com estima, cuidado e orgulho em relação
A nós próprios. Amar alguém ultrapassa, simplesmente,
Tudo o que se possa imaginar.
No entanto, sendo um sentimento que tanto nos eleva
Como nos devasta, que não se perca tempo a tentar
Defini-lo.

Concluindo e repetindo:
Tudo o que não tem resposta é mais fascinante
*RP*