.

26 de abril de 2015

"Tão Eu"





"Tão Eu" 

Não sou mais uma mocinha, 
Mas onde passo chamo a atenção 
Não sou mais aquela jovenzinha, 
Sou aquela que pode devorar coração 

Não tenho mais os sonhos como antes, 
Mas vivo plenamente o agora 
Não faço mais aquele tipo tímida, 
Faço o que tenho vontade 

Não messo mais as minhas atitudes 
Regras, nem pensar! 
Sou o que a vida me dá! 

Mocinha, jovenzinha, inocente, tímida, 
Um dia fui, em um passado longínquo 
Hoje sou uma mulher feita da liberdade, 
Da individualidade, do direito de viver e amar! 

(Simone Guerra)