.

19 de janeiro de 2015

Coração louco.



Coração louco.

Louco por ti...
Louco de desejo.
Ah... Eu confesso que meu 
coração por ti é possesso.
Às vezes chora, rir na paz de uma canção.
Além de tudo neste coração louco
habita além do tempo aqui dentro.
Esta dor que sufoca no meu 
peito oco.


Coração bandido.

Rir de mim 
escondido do meu sonho 
ferido por tanto te amar.
E nesta mera ilusão se encontra 
sem som e conexão.
Longe das minhas verdades
só quieta a pulsação
nesta fonte de saudade
que o alvo vem
alcançar.

Coração morto.
De palco vivo e 
tijolos transparentes.
Que sonha contigo
loucamente...
Sempre sozinho a espera
do teu carinho.
E este amplo sentido que o
mantém ativo.
“Amor e desamor”.
Sobre pétalas negras o meu 
coração sangrou.




Marisa Torres.
Direitos reservados.