.

11 de janeiro de 2015

AMOR





AMOR

Amor! Sublime sentimento... fogo que arde no peito
Uma ansiedade descontrolada
É tempestade, é vento, é um rio galgando o leito
Uma loucura, uma saudade…
Sem tamanho nem idade
Como labaredas de lume
Queima a alma...provoca ciúme

É alimento espiritual...dá prazer . É divertido
Uma entrega total, sem medos nem tabus
Uma dependência vital... uma cruz...quando não correspondido
Mas seja lá como for...será sempre luz!
Nada sou... sem amor!

Conceição Carraça