.

7 de novembro de 2014

Desafio- te




Desafio-te

Segue meus passos sem rastros, se fores capaz.

E se me alcançares, verás meu olhar maravilhado, 
pois se chegares, assim inesperado, 
será o sinal de que preciso para então saber que sentiste minha essência, 
e que ainda que eu tenha apressado os passos e até corrido na fuga dos desenganos, 
já alcançaste em tuas sendas a consciência do poder do destino 
e entendido a sabedoria do tempo nos caminhos da vida. 

Logo, serei tua... Toda e apenas tua...

E tu, serás minha ave rara, 
criada nas asas do vento 
e acolhida no ninho em meu peito, 
na amadurecida concepção 
de que o verdadeiro amor só perdura livre.


Gil Façanha