.

4 de junho de 2014

As folhas quando caem...




As folhas quando caem...

Algumas folhas vêm e vão, ajudam campos a semear.
Algumas pessoas vêm e vão e nos ensinam o que é amar.
Algumas folhas vêm e outras vão, paragens notáveis de se admirar.
Algumas pessoas vêm, passam em vão, sem nada a nos acrescentar.
Folhas vêm e vão como pessoas vêm e vão, é a eternidade a nos acompanhar.

As folhas quando caem...
Manhã de Outono a despontar.
As folhas quando caem...
Minhas lágrimas tocam onde jaz, como se fossem te beijar.
Passaram-se alguns anos desde que fecundou de saudade meu peito e esse lugar.

Nossa! Como são incríveis essas folhas, formam teu sorriso pairando pelo ar!
Sinto tua presença, sei que estás a me vigiar!
Como essas outras folhas que quando caem me apascentam no olhar. 
Procuro-te entre elas, mas não consigo te enxergar.
As folhas quando caem, é vida que se transforma, se faz perpetuar.

Difícil é conviver sem teu toque, mas sei que um dia vou te encontrar.
As almas não fenecem, mudam as folhagens e outros jardins vão visitar.
As folhas quando caem...
Ah! As folhas quando caem!
Libertam-se. Aprendem a voar.

Heleno de Paula