.

1 de maio de 2014

Reflexões interiores





Reflexões interiores

Dos avessos que percebo entre realidades que não procuro a ilusão talvez, seja porta entreaberta refletindo possibilidades. Temo que tomada por verdades que nem ao menos sei se permanecem, a dureza das ações cotidianas possa envolver o coração em um estado de torpor indefinido. Há reações que a alma desconhece, contudo, convive por não encontrar caminhos e saídas. Ao tempo, caberá o discernimento das escolhas que nem sempre são individuais. Circunstâncias de vida que direcionam sem consulta prévia,
conduzindo vontades exteriores, adaptações que silenciam os anseios e entorpecem os sentidos.

Wanderlúcia Welerson Sott Meyer