.

19 de janeiro de 2014

Um olhar



Um olhar

Desejos tão escondidos
Sentimentos já esquecidos
Tudo em seu lugar e... você chega!
Trazendo novo dicionário.

Abalando estruturas
Derrubando barreiras
Dominando sonhos
Transformando realidades.

Pensamentos ao vento como
Folhas secas rolando, pelo chão
Olhar perdido vagando, pelo céu.

Sentido distante, defesa inoperante
Presença de você aqui, em mim
Quem é você? Bruxo ou anjo?

E... para tudo acontecer
Bastou, apenas... um olhar.

Mara Roubert