.

15 de outubro de 2013

APENAS UM INSTANTE...




APENAS UM INSTANTE...

Um instante no tempo...
Quando todos os meus sonhos não mais
Tiverem uma resposta ao meu destino...
Quando meus olhos não mais brilharem
Quais fogueiras queimando
chamas de amor desconhecidas...
Se eu jamais souber se tu
me amaste como eu
Amei-te e amarei até o fim...
Quando eu já não tiver notas
Musicais a embalar minhas
canções de amor...
Quando os meus poemas não
mais tiverem rimas
Só peço um instante ao tempo...
Para que eu possa conhecer
a eternidade e deixá-la
Nos meus mais profundos versos
e se não tiveres partido
Amar-te ainda neste último instante de vida!

Celina vasques