.

18 de agosto de 2013

Não foi adeus!



Não foi adeus!

TUDO ERRADO

Um aperto no coração...
suficiente pra querer mudar o rumo...
O rumo de uma história sem fim,
recheada de amor profundo,
Toques suaves, pitadas de humor e sedução...

Assim, sem mais nem por quês
saio de cena,
retirada estratégica da linha de frente
de uma luta em vão comigo mesma..
Pra seguir em frente,
sentindo o que sinto, sem censuras...

Não, não pense que foi fácil
decidir, resolver, partir...
Não, não foi...

Sei o que perdi, o que ganhei...
Sei o que sentirei em meu coração
Que agora: aperta, chora, despedaça...

Mas pense que sou uma flor rara, suave e sensível
Forte o suficiente pra rachar uma rocha
e mostrar toda beleza de uma vida cor-de-rosa...
Vida que criei, em sonhos pra nós...
Uma flor que a tudo resiste...
até mesmo aos intempéries do tempo.

Estarei sempre por perto
Numa ponta de estrela,
ou num raio de sol
vigiando: noite e dia
seu jeito gostoso de amar!

Não, não foi Adeus...

Su Simon