.

26 de fevereiro de 2013

........



E qual madrugada que eclode
qual borboleta que rompe a crisálida
eis-me de novo no topo de tudo
das palavras
das coisas finitas e infinitas
e de um só trago dou um impulso
e empurro a barriga para a frente
porque só assim se avança...indo
e só rompendo a letargia se cresce

mesmo quando os sonhos que sonhamos
não são exatamente os que queremos
mas no fundo são exatamente os que sonhamos
que cabem no bolso da nossa ilusão
no cimo do precipício por onde orgulhosamente
escolhemos caminhar
e jogar tudo pró alto
porque o mundo avança com os tolos...
...os audazmente tolos
e os infinitamente sonhadores

e momentos que contam
são aqueles em que se enche o peito de ar
e se sente que o mundo inteiro nos pertence
e que nós pertencemos inteiros ao mundo!...

são reis