.

1 de dezembro de 2012

Mente esquerda

 
 Mente esquerda

Me jogo na frente
de situações inusitadas,
e quando percebo
já passou a hora,
estou atrasada.
Me ponho a ouvir
a breve melodia
das horas que faltam
é pura melancolia
e me deixa extressada.
Me afogo
na água da pia
para sair
em perfeita calmaria
sou tão imprevista
sou confusão,
festa de rua.
Me jogo em seus braços
logo que chega ao portão
pareço menina
daquelas que um dia
te roubam
a paz, a quietude
é só confusão.
As vezes sou triste
tambem ventania
uma orquestra inteira
a tocar na noite,
sou a seresta
encantada,
sou livre,
sou águia
sou a vontade
sua mente afetada
bem no fundo eu
sei,
sou a outra
querendo ser solta
querendo ser nada
minha mente
esquerda
mas sem ela
não sou nada.

Betânia Uchôa