.

3 de outubro de 2012

ESPELHO DE ALMAS

ESPELHO DE ALMAS

Espelho este de duas faces,
Que refletes e me mostras
O que vai nas outras almas.

Mostras-me o mundo cheio de gente.
Gente cheia do mundo,
Gente cheia de si mesmo,
Gente com tanto para dar,
Gente querendo tanto ter,
Gente chorando,
Gente rindo;
De si e dos outros...

Mostras-me o meu mundo.
O meu eu,
O eu que sou,
O eu perdido,
O eu achado,
O eu revoltado comigo,
O eu revoltado com o mundo,
E todos os meus eus...

Espelho fundamental,
Transparência universal,
Refletor essencial,
Que sempre, a toda a hora,
Mostras a mim e ao mundo.

Fernando Figueirinhas