.

9 de agosto de 2012

Raízes do vento


Raízes do vento

As raízes do vento
Prendem lembranças
Entorpece o corpo
Engana o tempo
Suspende as horas
Cristaliza a aurora

Da raíz,o profundo
Ao vento,levo amores
Regados ao mundo
Numa sequência de cores
Fortes e levianas
Sussuradas em preces profanas

Na ilusão reinventada
De amores consumidos
Pedaços ficam na estrada
Romances proibidos
Lágrimas em lamento
Nas raízes do vento.

®IatamyraRocha