.

26 de julho de 2012

MADRUGADA FRIA .,



MADRUGADA FRIA .,

A madrugada é minha amiga
É minha aliada nos meus devaneios
Neste momento coloco
Minha alma a divagar
Num torpor de imaginações
E reflito sobre minha existência
No silêncio de meu mundoApesar da madrugada fria
Um calor intenso invade meu coração
O amanhecer se aproxima
Minha mente vagueia sobre o infinito
A minha realidade é outra
E percebo o quanto sou feliz aqui
Sem precisar dar satisfações
Sem condenar meus atos
Apenas livre...
Com a sas pra voar
Estou à espera do inesperado
Quero sentir os primeiros raios de sol
E que minha presença seja abençoada
Para um novo amanhecer...

Maristela Guedes