.

31 de maio de 2012

Sequer...


 Sequer...

Sequer vi teu
olhar que fez o meu bilhar.
Sequer senti teu toque ofegante,
que sentia me abraçar.
E foi nos beijos que nunca
dei que desesperadamente
...Eu te fiz me amar.
Foi olhando o céu que me
transportava para um castelo
numa nav e de sonhos que
....Jurei me entregar.

Sequer senti teu
cheiro, mas podia senti-lo no ar...
Sequer recebi de outro alguém
só o que você podia dá.
E esta porção de amor e desejos
preencheu meu coração.
Ah...E brincávamos de viver!
Agradecendo o que
imaginavamos ter.
Sequer... Pensávamos esta
ligação romper.

Sequer vi teu rosto mas
para que se eu podia sonhar com linhas
as quais meus olhos queriam ver.
Amei-te desesperadamente
e foi sem nada dizer.
Sequer um recado deixaste,
ou qual que seja o favor
...Um conforto talvez
a quem tanto emocionou "nada fez".
Ah você que meu coração tanto tentou.
Volta, volta vem novamente
brincar de amor.

Marisa Torres
@Direitos reservados.