.

15 de março de 2012

Pouco a pouco...

Pouco a pouco...

Encontrei-te e amei.
Desesperadamente...
Amei verdadeiramente.
Sim...
Mergulhei no mais profundo sonho.
E sei que sonhaste também.
E pouco a pouco acordei e chorei.
Ah... Chorei, chorei
e chorei.

Pouco a pouco...
Eu te vi se afastando.
Na tristeza me encontrei.
Aos céus gritei teu nome clamando.
Fiquei sem ar e me senti aos
poucos morrer...
Sim, um pouco morri.

Pouco a pouco me ergui...
Voltei a sentir prazer em viver.
Olhar para trás com doçura
e lembrar-me de ti sem sofrer.
Pouco a pouco.
Percebi que não valia a pena...
Que pena.

“Te esqueci”.

Marisa Torres