.

19 de março de 2012

Porque ainda acredito?

Porque ainda acredito?

Seria tudo mais simples se eu não acreditasse...
A dor não me abraçaria com tanta força,
Sufocando a esperança que habita meu peito com teimosia...

Não sofreria com esse sentimento,
Que impede o sol de brilhar em minha alma.
Alma essa que anda em um vale triste e sombrio...

O amor não me mostraria a bandeira da paixão,
Entregando-me o troféu do desprezo,
Que levanto sobre o pódio do sofrimento...

Se eu não acreditasse no amor,
Eu sofreria menos...
As lágrimas não seriam amigas da minha face.

Mas, se eu não acreditasse no amor
Eu não acreditaria na vida
Eu não acreditaria em Você
Eu não acreditaria em mim...

Fulvio Ribeiro