.

11 de janeiro de 2012

Amor do coração.


Amor do coração.

Confiança,
acreditei,
soltei-me ao sabor
do carinho do amor
que ora me despertou.

Deixei-me vagar por esses sentimentos
como um vento um pensamento
para onde você pudesse me levar.

Por me dá tanto prazer
em viver, por distribuir
tanto amor, eu me doei,
e assim me levasse para o teu mundo,
um outro universo,
na dimensão do seu grande amor.

De olhos fechados,
com toda a certeza absoluta
e consciência do meu coração,
e do seu amor verdadeiro.

No seu coração que é tão bonito,
posso expandir, recriar, construir
um novo mundo com a energia
que você me dá, com a nova luz
que ilumina o meu olhar;
com ferramentas superiores
que só seu carinho o seu amor
podem me despertar.

Cláudio Domingos Borges.