.

6 de dezembro de 2011

Inicio e o fim.


Inicio e o fim.

Cada um tem a sua fragrância,
a sua cor, a luz, o amor
que merece.

Cada um tem o seu sol
o seu planeta, o céu,
o seu jardim, a vida
que conquistou.

E tudo não é o bastante;
tu eras o amor,
o sabor do vento,
o tempo sendo útil
agradável.

Tu que estava no pensamento,
morava no coração,
que era o motivo
do sonho que alimentava
uma vida.

Tu fazias sentir algo mais,
um perfume de flores,
uma sensação de prazer,
um sentimento bom
que fluía no coração.

Mais tu fez pensar
meditar de o por que?
de fazer o sonho morrer
de não te merecer?

E não responder
não corresponder.
Tu foste o inicio e o fim...

Claudio Domingos Borges.