.

26 de dezembro de 2011

Cadê você?


Cadê você?

Que me cobre de beijos
que sacia meus desejos.
Desvendas meus segredos,
será que chegou ao fim?
Não te sinto mais e não sei dizer
se é bom ou ruim.

Saudade do teu olhar atento,
algo mudou e você nem notou.
Minhas noites estão frias, vazias.
Nada mais me encanta.

Cadê você?

Nada mais me aquece, a tristeza
explode avança.
Impotente de mim mesmo,
te afasto e não reages
ao meu calar?

Cadê você que faz brilhar minha
poesia num simples sussurrar?
Não sei... Prefiro continuar distante à
ouvi-te e não sentir me amar.
Dizer coisas que não quero oferecer-te
o que não posso mais dá.
Amar é não ter razão, pois me sinto
e sinto-te assim
“sem emoção”.

Cadê você?

Marisa Torres