.

3 de outubro de 2011

VIVER A VIDA...


VIVER A VIDA...

Viver o verbo, antes que vire apenas verso; antes que vire reticências (...) sem nenhuma dó. Viver os dias, antes que eles sejam jogados fora... ao universo: somente o pó. Viver amigos, antes que os inimigos tentem tomar conta de todo o cenário e te tirem todo o ar. Viver presenças, antes que venham os tempos de ausência e tudo se resuma a uma absoluta solidão. Viver paixões, antes que fiquem cinza, que virem cinzas... e que não valham mais nada depois do vento espalha-las. Viver o amor e também viver o amar; e poder com eles filtrar todo o ódio e aniquilar todas as trevas! Viver a vida, em todos os tons... em todos os ritmos, em todas as rimas. Viver por necessidade, para estar sempre bem, superando os dias gris, superando obstáculos e os piores cenários. Viver sempre bem; para escrever história de bondade e amplitude. Viver sempre o melhor de si para si mesmo e - principalmente - para os outros. Viver sempre da melhor forma... porque, simplesmente, de uma hora para outra tudo isso termina para sempre!

Adriano Hungaro