.

18 de agosto de 2011

SER ALGUÉM...























Ser Alguém...

Duas pessoas:
Os desafios diários em busca de um melhor entendimento,
A insegurança que por vezes acompanha...
O medo de soltar ‘o passado’ e aceitar algo completamente diferente!

Entender os desejos de um coração,
Permanecer firme ao lado, em momentos de tempestades!
Oferecer um abraço envolvente em situações de dor e de alegria.
Estar presente em todos os momentos!

Respeitar a individualidade do outro,
Ter consciência que cada um é um...
Com anseios, com aspirações pessoais,
Silenciar em momentos confusos!

Entender um olhar distante, quando perdido em devaneios.
Sem cobranças ou maiores explicações, proteger em silêncio!
Ter a real compreensão da necessidade pessoal do outro,
Sem interferir, sem pressionar, sem dono do mesmo se julgar!

Ter uma crise de risos na companhia do outro,
E depois ter uma nova crise de risos da mesma.
Olhar com olhar de ternura quando o outro triste está,
E compreender que a sua presença é de fato importante, quando você aprende a respeitar o silêncio e os momentos solitários do outro!

Ser alguém tão leve, que o outro possa sentir a sua leveza e ao seu lado ‘flutuar’.
Ser alguém tão puro de coração, que o outro perceba quanto tempo perdeu em deixar a vida passar.
Ser alguém tão paciente, que o outro encontre forças em você para continuar.
Ser alguém tão doce, que o outro não mais experimente as amarguras da vida.
Ser alguém tão protetor, que o outro desconheça a ameaça da incerteza.
Ser alguém tão confiável, que o outro se sinta completamente a vontade com você.
Ser alguém tão verdadeiro, que o outro esqueça a hipocrisia do mundo.
Ser alguém tão compreensivo em momentos de discussão, que o outro pense duas vezes antes de discutir com você!
Ser alguém tão humilde, que o outro enterre o seu orgulho e egoísmo.
Ser alguém tão presente, que mesmo na sua ausência, o outro sinta a sua presença.
Ser alguém tão firme e seguro, que o outro encontre a fortaleza em você.
Ser alguém tão carinhoso, que o outro experimente o real valor de um carinho.
Ser alguém tão amável, que o outro não consiga jamais deixar de amar você!

Assim sendo, este alguém jamais deixará você partir!
Jamais prosseguirá sozinho.
Jamais esquecerá a importância e o valor que você possui.
E chegará um momento que irá olhar para você com todo amor e dizer:
“Eu te amo – com todas as forças do meu coração...
Você me ensinou o verdadeiro sentido de amar,
E para sempre ao seu lado, quero ficar!”

Gênice Suavi