.

22 de agosto de 2011


JEITINHO DE SER

Vou fazendo de conta...
que o meu sol ainda brilha
e que quando chega a noite,
ela me aquece em seus braços.
Então estrelas brincam,
nuvens passeiam
e a lua me acalma,
abrandando minha alma.
Vou fazendo de conta...
que meus problemas não existem,
que tenho você comigo,
que ninguém me esqueceu,
que não sou só...
Vou fazendo de conta...
que meus filhos não cresceram,
que meus amigos estão perto
e nenhuma dor eu sinto.
Tenho o mundo todinho para mim!
Vou fazendo de conta...
que os dias vão passando
e eu vou acordando
sem medo de viver.
Vou fazendo de conta,
faço o jogo do contente,
escancaro um largo sorriso
e brinco de ser feliz!
Vou fazendo de conta...
que tenho asas,
que sonho alto,
que não sou só
e tenho meus amores por mim.
Vou fazendo de conta...
que os cabelos não embraquecem,
que as rugas não aparecem,
mesmo sendo marcas de toda uma vida.
Vou fazendo de conta...
neste meu jeitinho Pollyanna de ser.

Marcia Mattoso