.

29 de julho de 2011

CAMINHANDO PELA VIDA!























Caminhando pela vida,
em silencio absoluto,
em completa solidão,
ouço o ruído de meus passos,
que ressoam em meus pensamentos,
fazendo eco ao que sente o meu coração!

Vou ao encontro de mim mesma,
Sempre tentando me encontrar...
Há tanto tempo estou de mim perdida,
que nem sei onde me procurar...

Sou a própria contradição...
Às vezes sou a gota de sereno
que nem se vê cair e na flor depositar,
mas às vezes sou o rude vendaval
que a tudo quer levar!

Busco-me na chuva que cai,
nas gotas de orvalho que regam as manhãs,
na brisa que agita as folhas,
no vôo dos pássaros quando o dia vai se findar...

Sinto-me, ao mesmo tempo,
nas ondas furiosas, violentas,
que arrebentam nas areias da praia
e na calmaria que se faz em alto mar!

Ouço-me no som estridente das buzinas a soar
e no balbuciar suave da criança que aprende a falar!
Sinto que só me encontrarei,
quando, enfim, eu conseguir te encontrar!

FatinhaMussato