.

11 de maio de 2011

WALTER SILVA: O POETA DOLANDMAY
























Walter Silva, nascido no dia 07 de março de 1973. Na cidade de Presidente Prudente-SP, atualmente residindo em Itu.

O poeta não adota nenhuma técnica literária, diz que nem sabe como funcionam estas regras.

Começou a escrever poemas por impulso próprio, ainda garoto e divulgá-los por incentivo de uma amiga, tentando demonstrar em seus textos a “Vida e o Amor”, a vida que ama! O Amor que eu sente!

Algumas idéias de Walter Silva, o poeta Dolandmay:

“Poeta? Não sei! Fingidor? Talvez! Se alguém um dia conseguir me explicar e, eu conseguir entender o que é ser Poeta ou fingidor, talvez eu possa me definir”.

Amigo? Sim! “De todos! Que me cercam... Eu apenas amo quem não me ama e por quem me ama, morro de Amor! É assim que hoje me defino, uma alma que Ama! Não guardo mágoas em meu peito, não julgo, não odeio! Para mim, ninguém nesta vida é mais do que ninguém. Somos todos iguais no que temos, Amor!”

“Não ama quem não quer amar! Sofre quem quer! Deus me colocou no mundo para ser feliz! Basta-me buscar! O segredo da felicidade está em nós mesmos, no nosso traçar, e na nossa conquista”!

“Não sou um sábio, sou apenas um homem modesto! Um dia eu escrevi: Prosperidade. Sim! Nesta Vida! Tão longe quero chegar! Não importa o que venham a me dizer... Não importa! O que eu venha a encontrar, eu sei o que este mundo tem pra oferecer!”

Inconstância, Sim! Posso até esperar... Nostalgia! Talvez, depende como vou viver, as aflições oferecidas, que podem falar, pela alma carregada de um apreciável ser! Felicidade! Apenas em mim carrego o segredo, vivendo, buscando, sem ter nenhum medo, do que possa a vir me dar alguma aflição!”

“Tão longe, sim! Vou buscar a prosperidade do corpo e da mente, é impossível a maldade, quando se tem no peito um Divino coração!” (Hoje estas escritas se encontram transformadas em Soneto)

FUNDAMENTO

Apenas faça de teus Dias a prova
das coisas que te espera, e com que
seja dos teus olhos a visão de Deus;
visto com que a tua fé é o que o agrada.

Poeta Dolandmay


Links:
Meu blog - (1)
http://poetadolandmay.blogspot.com/

Meu blog - (2)
http://dolandmaywaltersilva.blogspot.com/

"Minha página na Revista Antonio Poeta!"
http://dolandmay.blogspot.com/

"Meus Vídeos no Youtube"
http://www.youtube.com/results?search_query=dolandmay&aq=f


"Minhas Poesias no Recanto das letras"
http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=48857


NO ALÉM DE MIM

Dou-te a concessão
A entrar nos meus sentidos,
A vincular o destino
Que te prendes à minha razão.

Deixo-te entrar nos meus dias
E nas minhas noites de solidão,
A tentar descobrir
As fúnebres e tensas cobiças
Que me altera o existir.

Libero-te a revelar a idolatria
Que me abrasa a alma,
Que se estende no louco sentir

Poeta Dolandmay

http://www.jornaldacidadeonline.com.br/leitura_artigo.aspx?art=3280