.

14 de abril de 2011

QUISERA...


Quisera poder dizer que te esqueci,
Mas meu coração insiste em te gostar,
Seria tão bom poder viver, sem sentir-te a falta,
Mas ele, o coração, é cego e só sabe te amar!

Tua lembrança me calcina o coração,
Qual se fosse uma chaga, um mal.
Querer-te me alucina, me tira a paz,
Já nem sei mais como viver, assim sem ti!

O perfume da mata me lembra teu cheiro,
A brisa que passa me lembra teu toque suave,
A chuva que cai me deixa ainda mais triste,
Como se a própria natureza chorasse comigo!

Há tanto te foste e insisto em te querer,
Digo a mim mesma que tola sou eu,
Mas a minha lógica não consegue jamais
Convencer minha emoção a te esquecer!

Suplico à vida que te traga de volta,
Que eu possa sentir de novo o teu calor,
Sentir teu perfume, ouvir tua voz,
Sussurrando ao ouvido palavras de amor!

Vem, traga de novo teu amor para mim,
Teu riso gostoso que ecoa no ar,
Teu canto sonoro, qual um acalanto,
Que me faça feliz, em teus braços dormir!

FatinhaMussato