.

18 de janeiro de 2011


Meu amado, encanto das horas,
me enfeitiças com a tua doçura,
Quando chegas e dizes sem demora,
amor estou ardendo em só ternura.

E me chamas pra sentar juntinho.
Com mil dengos e afagos me cercas.
Sinto não resistir mais ao teu carinho.
Do meu amor espero não te percas.

É claro querido, que estou feliz!
Porque me perderia de ti agora?
Há tanto tempo busco a tua raiz,
teu orvalho, teu ser, tua aurora.

Agora que afinal nos encontramos,
partilhemos de especiais momentos,
realizando tudo o que sonhamos,
no desabrochar dos sentimentos.

Guida Linhares