.

6 de janeiro de 2011

“Cativa do seu amor...”.


Exclusivamente contigo...
As cinzas da maturidade,
consinto que a aragem carregue...
Permito-me regressar no tempo.
Ser de novo uma menina,
que crê, e que persiste
em sonhar que pode penetrar e habitar
no seu coração...
Exclusivamente pra você...
Deixo escancaradas as portas
de todos os meus segredos...
Porque esse sentimento que me toma,
e que cresce em silêncio
deixa-me convicta que a solidão não é cais...
É, no entanto é um barquinho a deriva.
Sem expectativa nem pressa alguma de se achar...
Apraz-me conviver esta insanidade...
Curioso encanto que me mantém
enclausurada e cativa desse amor...

Glória Salles