.

19 de junho de 2010

DOCE MOMENTO


DOCE MOMENTO

Na alvorada
quero o silencio do teu amor
viver o sonho deste doce momento

ouvir apenas o sussurar de querubins e arcanjos
suas rizadas felizes correndo
entre as flores nos jardins...
perpetuar o doce encontro
do teu corpo com o meu...

Quero o canto da passarada
sinfonia de pardais
canticos soprano
regendo a musicalidade
de liras em meus versos
canções de amor embalando
a transmigração de nossas almas....

quero o universo inteiro
conspirando por nós
um alvorecer com magia nos teus braços
nós... navegantes de águas calmas...
meus versos orvalhados pela madrugada
encantamento de minh'alma poeta!.

celina vasques