.

28 de fevereiro de 2010


EU, VOCÊ E O VENTO

O vento,

quando você não está,

me sopra nos ouvidos

suas palavras de amor,

brisa tão suave.

Vento,

que me toca a pele,

hábeis dedos em carícias.

Roça meus lábios,

provocando em mim

vendaval de amor,

quando você não está.

Clau Assi

http://www.poesiacaela.blogspot.com