.

17 de setembro de 2016

Pensava em ti




Pensava em ti 

No momento pensava em ti
eu tive certeza que te amava.
Foi quando peguei-me tateando
o vazio de você em mim
e quis encontrar em teus olhos
um sorriso sem o achar.
Então percebi que esqueci-me 
de aprender esquecer-te ...
Que eu não aprendi ficar sem você.
Abracei as memórias distantes,
devaneei ...
As palavras de amor saem 
quase sussurradas
A saudade faz com que eu ouça
o silêncio dos meus pensamentos ...
Imagino-te vestida com a minha camisa azul
vindo ao meu encontro apertando-me
em seus braços e aos poucos,vagarosamente,
mostra-me que o amor tem cores, em formas
diferentes.
Então eu sei que te amo demais,
Que amar você, é te sonhar acordado 
e contigo adormecer, não tem jeito.
Psiu, te amo e amo demais.
Espere-me voltar.

_ Joe Luigi
© Direitos reservados
conforme artigo (Lei 9610/98)

8 de setembro de 2016

O meu segredo




O meu segredo

Tenho um crânio pesado, 
Pois esta carregado de sonhos.
Tenho a alma ansiosa,
Pois quer revelar, o que não pode falar.
O coração esta aflito,
Pois sufoca com um segredo,
Que me provoca atrito......

......E do nada
Tornaste-te a saudade, 
Esse sentimento, 
Que sem braços aperta de vontade.
Tornaste-te a ilusão,
Uma luz enlouquecida
Que me acende o coração......

......Paixão,

Se ao menos soubesses, 
Tudo o que, ainda, 
Não te pude dizer......
Se ao menos recebesses
As minhas mãos,
Que te procuram tocar......
Se sentisses, um pouco, o vento
Que insististe em empurrar
Só para me fazer chegar......

Tenho gestos por exprimir,
Impulsos que ando a retrair,
Gostava,
Que me guardasses
No teu peito, como um sopro.
Que escondesses,
O teu rosto no meu
E pudesses, por fim, 
Pintar de amor
Os meus olhos sem cor

.*RP/Rogério Carreira*

22 de agosto de 2016

*****



Livra-me dos teus pecados 
Do seu corpo, pedaço por pedaço 
Livra-me das tuas insanas ternuras 
Todas regadas a vinho e luxúria 

Livra-me, porque não sou Santo 
Porque sou a parte pecaminosa desse teu encanto 
Porque sou a parte mais lasciva 
de todos os teus sonhos 
Da madrugada as antemanhãs 
Apenas teus sinônimos 

Entre o sonho e as lendas 
Entre o teu corpo e minha boca 
Entre todos os teus encantos 
E os mais singelos pecados 

Livra-me de ti... antes que a ti consuma 
Pedaço por pedaço 
Gemido por Gemido 
Loucura por loucura 

*Adriano Hungaro*

6 de agosto de 2016

HÁ DIAS ASSIM *****



HÁ DIAS ASSIM

De lembranças intensas
De quereres incontroláveis
De vontades e desejos
De saudades dos beijos
Partilhados com doçura
Entre olhares…De ternura
Momentos inesquecíveis…Palpáveis
Vivos!...Reais
Há dias assim…
Fisicamente!...Estou aqui
Mas a alma…A mente
Fugiu de mim
Foi embora…Voou para ti

Há dias assim…

*Conceição Carraça*

21 de julho de 2016

Sim... esperar-te-ei.




Sim... esperar-te-ei.

Esperar-te-ei até
meus últimos limites
...esperarei até quando não sei.
Que passe a tempestade no teu coração.
Quando cansares talvez
deste vasto mar de solidão.
Ou percebas que o céu está
em meus braços e que meu cheiro
guardo para ti como se guarda
todas rosas do mundo
em vasos.
Sim te esperarei...

Alegre ou triste de
mau humor ou bem humorada.
Com a emoção de todos os versos
com harmonia do calor te todas poesias...
Esperar-te-ei, o tempo que for.
E te mostrarei.... Que a luz infinita
de todas as estrelas guardo-as nos olhos
para oferece-te com paixão...
E no gosto das frutas que guardo
nos lábios na mais pura
sedução.

Sim te esperarei e mostrarei

Que este amor tem
o tamanho do universo.
O esplendor das flores, jardins,
pântanos e brejos.
O nome de todos os perfumes
que a natureza concebeu.
Tua única fortaleza ou lugar
protegido se chama “EU”
Bem sabes tu que no meu peito tem é
uma pedra de quartzo azul.

Marisa Torres
© Direitos reservados.

17 de julho de 2016

UMA LÍMPIDA LÁGRIMA TUA... *****




UMA LÍMPIDA LÁGRIMA TUA...

Enlouqueci... Se tantas vezes te disse
Que só existo porque te amo...
Falo a verdade mentindo
E tu por crer tão pouco
Deixa-te voar com asas hipotéticas...

Se eu apenas existisse por amar-te
E tu... Seria a verdade mentirosa do teu amor por mim!
Existo pra ti como a brisa que passa... Leve... Fria...
Mas... Saberás sim, um dia,
O tanto que te amei sem nem ao menos ver-te...
.
Mas não me esqueças...Não deixe o tempo perder-me...
... Fita meus olhos...
Neles habitam pássaros... Que voam ao entardecer...
E brilham quais estrelas no céu para acender as noites...
Cativo da lua... Como se fossem uma límpida lágrima tua!

celina vasques